14 de out de 2010

O QUE PEDIR AO SENHOR?

Sl. 21:2
Corrigida 1969: “Cumpriste-lhe o desejo do seu coração, e não desatendeste as súplicas dos seus lábios”.
Corrigida Fiel: “Cumpriste-lhe o desejo do seu coração, e não negaste as súplicas dos seus lábios
Revisada: “Concedeste-lhe o desejo do seu coração, e não lhe negaste a petição dos seus lábios”.
Atualizada: “Satisfizeste-lhe o desejo do coração e não lhe negaste as súplicas dos seus lábios”.
NVI: “Tu lhe concedeste o desejo do seu coração e não lhe rejeitaste o pedido dos seus lábios”.
Britânica: “O desejo do seu coração, lho concedeste, E a petição dos seus lábios, não lha negaste”.
Católica: “Realizastes os anseios de seu coração, não rejeitastes a prece de seus lábios”.
Linguagem de Hoje: “Tu satisfizeste os seus mais profundos desejos e lhe deste o que ele pediu”.

CUMPRISTE, CONCEDESTE, SATISFIZESTE, REALIZASTES
NÃO NEGASTE, NÃO DESATENDESTE, NÃO REJEITASTES
DESEJOS, PROFUNDOS DESEJOS, ANSEIOS
SÚPLICAS, PETIÇÕES, PRECES
Muitas vezes penso que Deus é como aquele cachorrinho que é vendido nas rua que fica balançando a cabeça alegremente sempre dizendo sim. Muitos carros possuem esse bichinho ou outro enfeite, balançando a cabeça sempre afirmativamente!
Peço bastante coisa a Deus durante o dia. Honestamente, a maioria das coisas que peço são para a minha própria satisfação e muitas petições são egoístas e o pior de tudo é que espero de Deus sempre um sim, nunca um não como resposta.
Lembro que Jesus Cristo também pedia as coisas ao Pai, mas um "pouco" diferente de mim.
A princípio não me parece que Cristo pedia muito, especialmente coisas para si mesmo. 
Nos evangelhos, de vez em quando vejo Jesus pedindo para que Deus cure ou ressuscite alguém, mas nunca pedindo algo que viria a beneficiá-lo. O foco maior de Cristo sempre foi o bem das pessoas a sua volta e nunca Ele próprio.
Mas imaginando por um momento, caso Jesus Cristo fosse pedir alguma coisa, o que Ele pediria? Mais poder? Mais glória? Menos inimigos? O que será que Ele pediria? Na verdade, em um momento específico na Bíblia, Jesus pediu uma coisa pra Deus. E não foi coisa pequena não. Cristo pediu algo grande e difícil.
Em Mc. 14:32-41 leio:
"Então chegaram a um lugar chamado Getsêmane, e disse Jesus a seus discípulos: Sentai-vos aqui, enquanto eu oro. E levou consigo a Pedro, a Tiago e a João, e começou a ter pavor e a angustiar-se; e disse-lhes: A minha alma está triste até a morte; ficai aqui e vigiai. E adiantando-se um pouco, prostrou-se em terra; e orava para que, se fosse possível, passasse dele aquela hora. E dizia: Aba, Pai, tudo te é possível; afasta de mim este cálice; todavia não seja o que eu quero, mas o que tu queres. Voltando, achou-os dormindo; e disse a Pedro: Simão, dormes? não pudeste vigiar uma hora? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca. Retirou-se de novo e orou, dizendo as mesmas palavras. E voltando outra vez, achou-os dormindo, porque seus olhos estavam carregados; e não sabiam o que lhe responder. Ao voltar pela terceira vez, disse-lhes: Dormi agora e descansai. Basta; é chegada a hora. Eis que o Filho do homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores."
Muita gente estranha essa passagem ao ver a aflição do Salvador. Na verdade, esses versículos são uma janela aberta por Deus para que fosse vista a humanidade de Cristo. Jesus era tão humano que o que sentia o levou a fazer essa oração.
Tento entender o que Jesus está pedindo aqui.
Parece que ele está pedindo para que Deus transforme toda a história que Ele vem Escrevendo desde antes da fundação do mundo. Ele desenhou a história do homem com uma coisa em mente, o sacrifício de Cristo. A crucificação e a ressurreição de Jesus seriam o ponto alto da história e Jesus Cristo estava pedindo para Deus mudar isso! Ele estava pedindo para que Deus desconsiderasse todo seu trabalho até aquele momento e bolasse outro caminho, outro jeito, uma nova maneira de salvar o mundo. Tudo isso quase em cima da hora!
Mas nem sempre o que "parece" é de fato! Ele reconhecia que a “vontade” do Pai deveria prevalecer!
É fato que Jesus não queria o sofrimento físico da crucificação.
Jesus era 100% homem e portanto sentiria dor. Ele sabia que sofreria MUITO e tinha ciência que a dor e o abuso do seu corpo seriam intoleráveis para um ser humano. Seu corpo seria rasgado, moído e trucidado, culminando então no seu falecimento.
Todo ser humano foge da dor, busca evitar seu próprio sofrimento e portanto é compreensível que Jesus tenha pedido para que Deus impedisse que tudo isso acontecesse com ele.
Seria a primeira vez que Cristo seria tocado pelo pecado
Jesus não tinha pecado. É óbvio que ele havia se deparado com um mundo mal e com as consequências da queda do ser humano, mas Cristo não havia sido TOCADO pelo mal. Ao ser pregado na cruz, todos os pecados da humanidade seriam derramados sobre Cristo. Ele, como um ser santo e perfeito, deve ter ficado tocado pela noção de que carregaria a culpa dos pecados do mundo sobre seus ombros e sabia que as consequências seriam terríveis.
Seria a primeira vez que se separaria de Deus 
Por fim, o que provavelmente mais causava tristeza no coração de Cristo era o fato de que Deus não poderia estar ali presente e o deixaria. Ali Cristo enfrentou sozinho toda a condenação e punição pelo pecado da humanidade.Agora Jesus estava separado, abandonado, desprezado e até punido por aquela pessoa que mais amava.
Mesmo ao ver seu filho Jesus passando por todas essas dificuldades, sabendo do sofrimento vindouro, da separação iminente, Deus disse NÃO ao pedido do seu filho!
Foi como se Deus dissesse: "Não meu filho, não vou tirar de você esse cálice. Minha vontade é que você passe por tudo isso."
Isso não foi falta de compaixão, de misericórdia ou de amor. Na verdade foi EXCESSO de tudo isso. Excesso de compaixão, de misericórdia e de amor. É isso mesmo! Deus teve compaixão, misericórdia e amor por mim, por todos, e por isso Ele continuou com seu plano. Embora soubesse claramente do sofrimento que aguardava seu filho, Deus não o poupou e deixou seu corpo ser trucidado, moído e crucificado.
Tenho que aprender a confiar em Deus quando recebo um não. Deus sempre tem o melhor para seus filhos e todas as coisas cooperam para o meu bem. Jesus entendia isso e aceitou perfeitamente a vontade do seu Pai. Não é errado pedir. Mas é errado pedir e se revoltar com a resposta. É errado pedir sem se humilhar perante a soberania de Deus.
Jesus pediu, mas se submeteu à dor, ao castigo, ao abandono quando Deus o negou.
Por causa desse "NÃO", o sacrifício de Cristo por mim foi realizado.
Por causa desse "NÃO", meus pecados foram perdoados.
Por causa desse "NÃO", fui justificado na cruz.
E por causa desse "NÃO", tenho livre acesso a Deus.
Que bom que Deus negou o pedido de Cristo! Que bom que Deus deixou que seu plano se efetuasse e se cumprisse até o final!
Tudo porque Deus disse NÃO!
Por isso o CUMPRIR, CONCEDER, SATISFAZER, REALIZAR, o NÃO NEGAR, NÃO DESATENDER e NÃO REJEITAR depende dos meus DESEJOS, PROFUNDOS DESEJOS, ANSEIOS, SÚPLICAS, PETIÇÕES e PRECES!

Nenhum comentário:

Postar um comentário