10 de set de 2010

DESATANDO AS AMARRAS ESPIRITUAIS


Na caminhada cristã, forças espirituais querem me impedir de caminhar vitoriosamente.
Tenho que lutar comigo mesmo e vencer para manter a fé, pois muitas vezes, a fé é contrária a razão e tenho que lutar contra meus próprios pensamentos e sentimentos para me sustentar nela.
 “Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” (I Co 2:14)
Tenho que lutar em relação às outras pessoas para crer, lutar para não deixar parentes me influenciar a desistir de seguir a Cristo da maneira bíblica.
 “Então, sua mulher lhe disse: Ainda conservas a tua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre.” (Jó 2:9) Como a esposa de Jó tentou desesperadamente influenciá-lo a desistir de sua fé, assim também acontece com pessoas que amo as quais se deixam usar pelo inimigo com este fim. Ainda, as pessoas podem me chamar de loucos por me dedicar á leitura e obediência da Palavra de Deus, assim como aconteceu com Paulo.
 “Dizendo ele estas coisas em sua defesa, Festo o interrompeu em alta voz: Estás louco, Paulo! As muitas letras te fazem delirar!” (At 26:24)
Prosseguir na carreira cristã é um desafio tremendo, pois além de lutar contra eu mesmo, contra as argumentações contrárias de pessoas que amo, tenho, ainda, que lutar contra o inimigo da minha alma.
 “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar.” (I Pe 5:8)
Quanto "nó". O que fazer?
Primeiro não devo carregar um fardo de culpas e acusações.
 “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” (Fp 3:12-14).
Paulo dá uma dica interessante, ele diz: “... uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam...” Meu passado não pode determinar meu presente nem meu futuro. Tenho coisas do passado que me machucaram, que marcaram e que tenho até vergonha, mas preciso deixar no passado. O inimigo é como um advogado de acusação e fica sempre jogando na cara meu passado.
 “Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus.” (Ap 12:1)
Sabendo que a acusação vem dele, então eu devo me defender e não aceitar, pois minha culpa foi expiada por Jesus.
Segundo preciso compreender e liberar o perdão aos que me machucaram no passado. Geralmente quando penso no perdão e absolvição, logo relaciono com o benefício gerado, isto é, que a pessoa perdoada absolvida é beneficiada, quando muitas vezes não merece a absolvição, pois de fato é culpada. Aqui reside a dificuldade de perdoar. O principal beneficiado no processo da liberação de perdão é o próprio ofendido, pois perdoando o ofensor receberá o perdão de Deus (Mt 6:14-15). Perdoando eu me livro das amarras espirituais.
A quem perdoais alguma coisa, também eu perdoo; porque, de fato, o que tenho perdoado por causa de vós o fiz na presença de Cristo; para que Satanás não alcance vantagem sobre nós, pois não lhe ignoramos os desígnios.” (II Co 2:10-11)
 É preciso resolver o passado para deixá-lo no passado e prosseguir, para que o inimigo não alcance vantagem em mim.
Deus não constrói sobre sentimentos negativos, Deus constrói sobre a fé. Deus constrói sobre a visão de possibilidades.
Ficar ligado ao passado, argumentando coisas negativas limita Deus em minha vidas. Preciso lutar comigo mesmo e vencer, lutar contra os argumentos negativos das pessoas e vencer, lutar contra Satanás e caminhar em direção a vitória.

Um comentário:

  1. Amem irmao.suas sabias palavras me ajudaram muito.Estou passando por um momento difícil na minha vida.

    ResponderExcluir