7 de dez de 2011

PORQUE NÓS?

Meditando em Mt. 9:9-13, quando Jesus chamou Mateus (Levi em Marcos e Lucas), sua atitude provocou uma reação raivosa nos fariseus.
Observando, na tradução Linguagem de Hoje, as três passagens que discorrem sobre o assunto (Evangelhos sinóticos), observo uma certa "progressão" no ódio daqueles que deveriam entender a "lei" do amor para com os pecadores.
Mt. 9: 11 diz: "...por que é que o mestre de vocês come com os cobradores de impostos e com outras pessoas de má fama?".
Mc. 2: 16 diz: "...porque ele come e bebe com essa gente?"
Lc.  5: 30 diz: "...porque  vocês comem e bebem com os cobradores de impostos e com outras pessoas de má fama?".
"...por que é que o mestre de vocês..."
"...porque ele..."
"...por que vocês..."
Observe que, Lucas, o médico amado, nos traz uma revelação óbvia mas relevante, de que os fariseus se voltaram contra os discípulos raivosamente. No início do verso 30 lemos que eles ficaram zangados com os discípulos.
A "zanga" contra Jesus foi direcionada contra os Seus seguidores. Tudo bem, eu sei que isso é normal, mas quantas vezes nos esquecemos disso e nos perguntamos porque tantos problemas, perseguições, lutas, incompreensões? Porque nos esquecemos tão facilmente da advertência de Jesus sobre as aflições e sobre o ânimo que deveríamos ter?
Que Deus nos ajude a entendermos a raiva daqueles que não amam os "doentes" como Jesus cita no verso 12 de Mt. 9.
Que Deus nos ajude a não nos acharmos "sãos" como aqueles fariseus hipócritas.
QUE DEUS ME AJUDE!

Nenhum comentário:

Postar um comentário