17 de mai de 2011

O CAPACETE AS SALVAÇÃO

Ef. 6: 17Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus
Na Luta espiritual em que estamos envolvidos, o grande objetivo dos nossos opositores é abalar nossa confiança em Deus. Eles tentam de todas as formas atacar o caráter de Deus e do seu filho Jesus Cristo para que nós não vejamos a bondade, integridade e perfeição do Deus trino.
Por isso, o Senhor nos deu uma armadura, um conjunto de armas indispensáveis para resistirmos ao ataques do inimigo. O apóstolo Paulo fala explicitamente “... para que possais resistir no dia mau...”. As armas que Deus nos dá para usarmos na luta espiritual são armas de defesa... São armas para permanecermos firmes, inabaláveis, mesmo em meio aos ataques.
A Bíblia diz que a vitória contra os nossos inimigos não é pelas nossas forças. O Senhor Jesus já venceu principados e potestades na Cruz do Calvário. A vitória já aconteceu por causa da morte de Jesus. Mas até que o momento final venha O Senhor, por causa do seu amor, nos deu uma armadura para resistirmos aos ataques de um exército poderoso, mas derrotado.
O Capacete...
As peças de uma armadura têm o objetivo de proteger o soldado e deixá-lo livre para enfrentar os ataques do inimigo. Os capacetes são indispensáveis para qualquer soldado. No meio de uma guerra, o capacete é a garantia de proteção para a parte do corpo que controla todo o resto. A cabeça.
Proteger a cabeça é proteger a sede dos pensamentos, da consciência e da capacidade de decisão. Por isso os capacetes são importantes.
A mente humana é uma das mais complexas estruturas que conhecemos e o pouco que sabemos sobre ela só reforça a sua importância para que tudo funcione bem. Em outras palavras, ao protegermos nossa mente estamos preservando nossa capacidade de permanecermos na luta. Por isso o inimigo ataca a mente com tanta ferocidade.
...Da Salvação
No momento em que, pela fé, você decidiu confiar em Jesus como seu Senhor e Salvador, aconteceu uma transação espiritual. Você foi liberto do império das trevas, isto é, as forças espirituais da maldade perderam para sempre o domínio sobre a sua vontade; e você foi transportado para o reino do filho do amor de Deus, isto é, você deixou de ser inimigo de Deus para tornar-se seu filho por adoção.
Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do filho do seu amor” (Cl. 1:13)
Isso é o que conhecemos por SALVAÇÃO. Ela é operada por Deus na vida daqueles que se rendem ao Senhor e põem nele a sua confiança. Deus salva por causa daquilo que Jesus fez na cruz.
A salvação em Cristo é o marco mais importante na vida de uma pessoa. Porque ela muda tanto a nossa maneira de ver o mundo, quanto o nosso destino eterno.
Por isso, quem crê no filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus”. (Jo. 3:36)
•O capacete da salvação não é um amuleto;
•Não é uma coisa para dar sorte e proteger como pé-de-coelho ou fita colorida;
•Ele não existe pra vender no camelô da esquina nem na loja do shoping;
•O capacete é um presente de Deus para aqueles que experimentaram a salvação que há em Cristo Jesus.
Usar o capacete da salvação é ter a sua mente protegida dos ataques do inimigo contra a sua mente. De que forma somos atacados em nossas mentes?
Mas receio que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também seja corrompida a vossa mente e se aparte da simplicidade e pureza devidas a Cristo”. (II Co11: 3)
Precisamos lembrar que o propósito do inimigo continua sendo o mesmo: abalar nossa confiança em Deus e nos afastar Dele. Suas armadilhas são as mesmas desde o início da criação. Com astúcia, ele tenta corromper nossas mentes e destruir a simplicidade e a pureza que há no amor de Cristo Jesus.
Escrevendo a Timóteo, o apóstolo Paulo explica o que acontece quanto nos deixamos corromper pelo inimigo de Deus. Quando entramos para a batalha sem o capacete da salvação, nossa natureza pecaminosa é induzida ao erro e podemos ter o mesmo destino das pessoas sobre quem Paulo alerta Timóteo.
. “Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes. Pois entre estes se encontram os que penetram sorrateiramente nas casas e conseguem cativar mulherinhas sobrecarregadas de pecados, conduzidas de várias paixões, que aprendem sempre e jamais podem chegar ao conhecimento da verdade. E, do modo por que Janes e Jambres resistiram a Moisés, também estes resistem à verdade. São homens de todo corrompidos na mente, réprobos quanto à fé”. (II Tm. 3:1 – 8)
O capacete da salvação me protege do egoísmo. Quando eu olho para a cruz, vejo Jesus, que não tinha pecados, sendo morto por causa dos meus pecados. Quando eu olho para cruz, vejo o Senhor abrindo mão de sua deidade por minha causa; Quando eu olho para cruz, não vejo egoísmo, vejo a doação de uma vida em favor das outras pessoas.
A salvação que há na cruz de Cristo me liberta do egoísmo e me ensina a confiar em Deus, como Jesus confiou.
O capacete da salvação me protege contra a avareza. Quando eu olho para a cruz de Cristo, vejo o Senhor abrindo mão do que há de mais importante: a própria vida. Ninguém poderia obrigá-lo a entregar-se, nem Deus faria isso. O próprio Jesus disse: “Por isso, o Pai me ama, porque eu dou a minha vida... Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou...” (Jo. 10:17 -18)
O capacete da salvação me protege da arrogância. Quando eu olho para a cruz de Cristo não vejo arrogância e auto-suficiência, vejo humildade. O filho de Deus se fez homem e submeteu-se à morte mais cruel que alguém poderia ter.
Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até a morte e morte de cruz”. (Fp. 2:5 – 8)
A salvação que há em Cristo Jesus me ensina a reconhecer minhas limitações e a colocar minha habilidade e capacidades a serviço daquele que me amou a ponto de entregar a sua vida por mim.
O capacete da salvação me protege da ingratidão. Porque quando olho para a cruz de cristo, meu coração se enche dos mais ternos sentimos de agradecimento.
O capacete da salvação me protege da desobediência. Porque na cruz de Cristo eu enxergo a submissão de Jesus à vontade do Pai.
O capacete da salvação me protege da crueldade. Porque a cruz de Cristo é a demonstração do terno e carinhoso amor de Deus para comigo.
O capacete da salvação me protege da falsidade. Porque na cruz de Cristo todos os meus pecados foram expostos. Não há mais segredos. Tudo está às claras diante de Deus e eu não preciso mais me esconder dele como fizeram Adão e Eva. Ele me recebe como eu sou.
Não se engane meu irmão. Você está no meio da luta. Todos os dias você participa de batalhas nas quais a sua confiança em Deus é provada. É hora de abrir os olhos e permitir que a nossa mente seja ensinada pelo Espírito de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário