5 de nov de 2010

REGANDO OS POVOS

Mq. 5:7E o remanescente de Jacó estará no meio de muitos povos, como orvalho da parte do SENHOR, como chuvisco sobre a erva, que não espera pelo homem, nem a filhos de homens”.
Se isso vale para o Israel literal, certamente vale para o "Israel espiritual".
Quando os cristãos são o que deveriam ser, são uma benção incálculavel para aqueles com os quais se encontram espalhados.
São como o orvalho, pois de uma maneira tranquila e discreta refrescam aos que estão ao seu redor. Silenciosamente , porem, de forma eficaz, ministram para vida, crescimento e o gozo daqueles que habitam com eles.
Caídos dos céus, reluzentes como diamante ao sol homens e mulheres agraciados atendem aos fracos e aos simples, tratados de forma desprezível pelo "mundo", até que cada folha da erva tenha sua porção de orvalho.
Pequenos como indivíduos, são, quando unidos, suficientemente completos para os propósitos de amor que o Senhor cumpre através deles. As gotas de orvalho conseguem refrescar extensos terrenos.
As pessoas piedosas são como chuvas que chegam ordenadas por Deus sem pedir licença nem autorização dos homens. Trabalham para Deus, seja que os homens desejem isso ou não; não solicitam a permissão humana como tampouco a chuva não o faz.
O "cristão orvalho" existe para servir a Deus servindo as pessoas!
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário