27 de mai de 2010

SEPARADO PARA DEUS


Meditando sobre Lc. 1 que fala sobre o nascimento de João Batista, o fato de ele ser consagrado ao Senhor desde o seu nascimento, quando seu pai Zacaria foi instruído para que ele fosse "nazireu", me mostra a importância da consagração ao Senhor Deus.
O voto de nazireado (consagrado), foi institucionalizado e regulamentado no Livro de Nm. 6:1-21. Em virtude desta consagração, o nazireu devia abster-se de tomar certos alimentos e bebidas fermentadas, de cortar o cabelo e tocar em cadáveres, além de não comer carne em muitas circunstancias.

Estas exigências parecem traduzir os seguintes princípios: manter-se mentalmente são (abster-se de vinho e de bebida fermentada) e em sujeição a Deus (simbolizado pelo não cortar o cabelo) e manter-se cerimonialmente puro (não tocar em cadáveres).

No caso de João, ele seria nazireu por toda a vida, estando permanentemente a serviço do Rei.

Devo, por toda a vida:

Manter-me sempre alerta. Ter a mente ocupada com as coisas de Deus, povoada por pensamentos puros e dignos.

Estar em submissão a Deus. Obedecer o Senhor incondicionalmente em todo mo tempo.

Não me deixar contaminar. Fugir até da "aparência do mal".

Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário